O Código da Inteligência – Indicação de Leitura


Quero deixar aqui mais uma indicação de leitura, livro pelo qual fiquei apaixonado. O Código da Inteligência, de Augusto Cury.

E antes que você, caro leitor, diga: “Um livro de auto-ajuda? Blahhh..”, deixe me dizer de antemão que este não é um livro de auto-ajuda, embora nos ajude muito em nosso desenvolvimento pessoal e psíquico. Como o próprio autor faz questão de enfatizar, O Código da Inteligência é um livro de ciência aplicada, no caso psiquiatria. A única diferença é que ele foi escrito em linguagem simples, ao alcance de todos.

O Dr. Augusto Cury discorre de forma muito interessante a respeito da inteligência humana e do processo de formação dos pensamentos no âmago do cérebro. Faz uma distinção muito justa entre Q.I. e Inteligência, mostrando (e nisso eu já acreditava) que um é totalmente diferente do outro. Além de mostrar a raiz de muitos transtornos psíquicos.

O que mais me fascinou neste livro de psiquiatria é que, embora ele somente utilize conceitos psiquiátricos, esses conceitos já estavam descritos na Bíblia há mais de 2.000 anos. Em linguagem não-científica, é claro, mas já estavam lá, como por exemplo o perdão. Jesus nos ensinou a perdoar e nos mostrou a importância disso, principalmente no tocante à salvação (visto que Ele perdoou nossos pecados). Quem não perdoa o seu ofensor fica espiritual e emocionalmente “preso”. E Cury, através da psiquiatria nos mostra isso da seguinte maneira: Se nós não perdoarmos um ofensor e ao invés disso tentarmos esquecê-lo, nós simplesmente estaremos presos à essa pessoa. Quanto mais tentarmos esquecer tanto o ofensor quanto a ofensa, mais o nosso córtex cerebral vai nos fazer lembrar do mal sofrido. Em outras palavras, enquanto não resolvermos a pendência não teremos paz.

Um outro ponto interessante abordado no livro é a SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado), causada principalmente pelas emoções flutuantes, pensamentos antecipatórios, excesso de compromissos, tornando a vítima de SPA hiperpensante. O excesso de pensamento faz uso excessivo da memória o que acaba gerando desgaste físico e mental, estresse e, por incrível que pareça, bloqueio da própria memória. Esse bloqueio se dá devido à seletividade que o cérebro faz da memória para que a nossa mente não fique congestionada de pensamentos e entre em colapso.

SPA é o que mais vemos nessa sociedade “moderna” e caótica. Pessoas que têm acumulado em suas mentes cada vez mais informações, tarefas e compromissos, tudo em nome da competitividade e do sucesso material.

Cury mostra também algumas armadilhas da mente que impedem o desenvolvimento da inteligência, são elas
1) O Conformismo
2) O Coitadismo
3) O medo de assumir erros
4) O medo de correr riscos

E, por fim, decifra aquilo que ele entitulou de códigos da inteligência, sendo que boa parte deles já estavam descritos na Bíblia, mas isso eu vou deixar para você descobrir com a leitura do livro.
Mais uma vez eu recomendo, vale mesmo a pena.

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
Cristão Protestante Reformado, membro da 1.ª IPI - Limeira-SP. Graduado em Tecnologia em Processamento de Dados pela FATEC (Unesp). Hoje trabalho como consultor em negócios imobiliários. Pós-graduado em Especialização em Estudos Teológicos, pela Mackenzie (CPAJ). Falo Inglês muito bem e espanhol porcamente. Sou muito bem casado e tenho dois filhos maravilhosos.

Seguidores

Twitter

Ocorreu um erro neste gadget

Siga por e-mail

Sobre este blog