Graça de Deus

Por Paulo Dib

O que vem a ser GRAÇA?

Muitos teólogos ainda não chegaram a um consenso sobre o real significado de GRAÇA. Se buscarmos no Léxico Grego, veremos que GRAÇA é a tradução de χαρις [charis], que num sentido mais direto significa favor, generosidade.

GRAÇA divina, ampliando a sintaxe de charis, significa favor imerecido, generosidade sem tamanho. Ampliando um pouco mais, no tocante à salvação, temos charis por graça ou favor concedido a alguém que, além de não merecer, era considerado inimigo do Ofertante do Favor (Rm 5.10).

Nisso temos um breve vislumbre da GRAÇA de Deus por nós, que decidiu nos amar desde a eternidade e, mesmo sabendo de nossa condição, graciosamente nos proveu a salvação em Jesus Cristo.

No entanto, a GRAÇA de Deus vai muito além de definições teológicas, vai muito além da soteriologia, vai muito além da nossa limitada compreensão.

A GRAÇA, vinda de Deus, é muito mais do que palavras, antes ela é demonstrada em atitudes, a começar pela atitude tomada por Jesus na cruz do calvário, se entregando em nosso favor. A GRAÇA é encontrada no momento em que o Espírito Santo convence um pecador do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8).

A GRAÇA é prática quando Jesus resgata um perdido, socorre um aflito, cura um enfermo, restaura uma família. Ele não precisa fazer nada disso. Em sua condição divina Ele é totalmente independente de sua criação, e não há nada que a sua criação possa acrescentar a Ele.

E é exatamente aí que reside a charis de Deus, Ele NÃO precisa fazer nada por nós, mas Deus é amor e amor é decisão. A decisão do Senhor foi a de nos amar e ofertar a salvação e o seu favor.

Em palavras é difícil demonstrar essa GRAÇA. Como eu disse anteriormente a GRAÇA é prática, por isso separei esse breve vídeo que exibe algumas ações práticas do Deus gracioso a quem me refiro.
 

Filho do Hamas - Indicação de Leitura

Por Paulo Dib


Deixo aqui recomendado aos meus queridos leitores o livro “Filho do Hamas”. Recomendo não só como uma leitura descontraída ou para se conhecer um pouco melhor as questões do Oriente Médio, mas recomendo esse livro para todos aqueles que se dizem cristãos.



Numa linguagem simples, porém em uma narrativa envolvente, Mosab Hassan Yousef nos mostra sob o olhar de quem viveu dentro do conflito, facetas que não conhecemos do conflito entre palestinos e israelenses.

Em “Filho do Hamas” encontramos:

Intrigas.
Sofrimento do povo palestino.
Obrigações religiosas sufocantes.
Opressão ao povo de diversas facções, entre elas o Hamas.
Corrupção e hipocrisia dos líderes de facções islâmicas.
Intolerância proveniente das duas partes envolvidas no conflito.

Uma leitura que além de envolvente e emocionante, abre também os nossos olhos para esquecermos religiosidades e métodos humanos e entendermos que Deus, além de amar palestinos e judeus, Ele age naquele lugar tão conflituoso, e manifesta sua graça e salvação em um lugar, aos olhos humanos, pouco provável. Principalmente se levarmos em consideração a posição que Mosab ocupava dentro do Hamas, uma das facções islâmicas mais influentes no mundo.

Fica aí a dica.

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
Cristão Protestante Reformado, membro da 1.ª IPI - Limeira-SP. Graduado em Tecnologia em Processamento de Dados pela FATEC (Unesp). Hoje trabalho como consultor em negócios imobiliários. Pós-graduado em Especialização em Estudos Teológicos, pela Mackenzie (CPAJ). Falo Inglês muito bem e espanhol porcamente. Sou muito bem casado e tenho dois filhos maravilhosos.

Seguidores

Twitter

Ocorreu um erro neste gadget

Siga por e-mail

Sobre este blog